Um sítio de dieta, sempre em busca da linha... Já que "Ser gordo/a Hoje" é não estar ancorado à margem dos prazeres da vida.

.posts recentes

. ...

. Chegou mais um verão...

. Tudo de bom neste ano 201...

. Acabaram-se os doces!!

. Diabetes??? Não faltava m...

. Petiscos ...

. Dilema..

. Nunca é demais recordar

. variedades de linhaça

. Síndrome Metabólica

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Julho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

variedades de linhaça

Existem no mercado  sementes de linhaça dourada e castanha.

 

 

 

tags:
Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

Síndrome Metabólica

o que é?

Ora bem... vi um dia destes um programa televisivo sobre este tema: Síndrome Metabólica e Obesidade. Era um programa bastante didáctico e informativo. Alertava sobre os perigos da nova sociedade alimentar - rica de açúcares e em super consumos de alimentos, causa, a longo tempo, de doenças crónicas como a obesidade, diabetes  e doenças cardiovasculares.

 

A síndrome metabólica é uma tríade maligna. Assenta na resistência à insulina, triglicerídeos altos e obesidade abdominal.

  1. Glicose em jejum: ≥ 110 mg/dl;
  2. Obesidade abdominal (medida no meio do abdomen): cintura > 102cm homens e 88cm mulheres;
  3. Hipertrigliceridemia: >150 mg/dl;

Também são de referir os valores demasiado baixos de bom colesterol e tensão arterial. Assim:

  1. HDL: <40 mg/dl homens e <50 mg/dl mulheres;
  2. Hipertensão arterial sistémica: ≥ 130/85 mmHg.

Voltando ao progama, ele reportava-se sobretudo aos maus hábitos alimentares como factor de desenvolvimento desta patologia. Pelo que entendi, posso não ter entendido na totalidade, a investigadora falava no facto das pessoas consumirem grandes doses de açúcares desplotando no organismo uma produção "irregular" de insulina. Isto é ao ingerir-se doses elevadas de açúcar o organismos aproveita para armazenálo não sabendo quando a hora da nova ingestão, por isso  produz de imediado níveis fora do normal de insulina como se tratasse de formiginhas... Ao longo de anos e anos com esta prática alimentar o organismo desorganiza-se e gera o síndrome, não falando nas muitas deficiências que traz irremediavelmente para cada corpo.

Pelo que entendi, a investigadora falava na necessidade de se criarem bons hábitos alimentares como profiláticos de uma boa e longa saúde física. Recomendava o uso do nossos lindos e saborosos verdes (verduras) que não geram no organismo o impulso "insulínico", logo não há a preocupação de armazenar tanto açúcar porque ele se libertará mais lentamente.

Também referiu a necessidade de se manter um horário alimentar afim de não provocar sofrimento no cérebro.

A síndrome  metabólica está ligado ao sedentarismo típico da moderna civilização...

 

Por isso:

 Toca a caminhar!

 Toca a fazer um horário de refeições rigoroso.

 Toca a comer mais verdes (ou não são eles cor da esperança?).

 Toca a deixar de ingerir demasiados açúcares.

 

Eu me confesso... sou a antítese desta profilaxia. Logo, sou uma forte candidata a esta síndrome. Será que já não a tenho?

 

Prometo que me vou esforçar por cumprir.

 

 

Podem consultar , entre muitos outros sítios:

Drauzio Varella 

SPEDM

 

 

 

 

 

 

 

publicado por marce às 14:37
link do post | Deixa aqui o teu recado | favorito

.tags

. todas as tags

.favorito

. Eu vou nº 1

.links

.Como vai a a minha dieta?

Estou há

 

 

0 dias!

 

sem cometer deslizes.
Meu record são 00 dias!
blogs SAPO

.subscrever feeds